Posts Tagged ‘Artigos’

Cama de Gato ? muito estranho !!!

01/04/2010

Vigiar e orar…..

Tema da nova novela da Globo – Cama de Gato

Pelo Avesso
Grupo Titãs

Vamos deixar que entrem
Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem
Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem
O que eu construi pra mim
Que joguem lixo
Que destruam o meu jardim
(essa parte já diz quase tudo. Opressão para os lares, etc…)

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Vamos deixar que entrem
Que invadam o meu quintal
Que sujem a casa
E rasguem as roupas no varal
Vamos pedir que quebrem
Sua sala de jantar
Que quebrem os móveis
E queimem tudo o que restar
(Sujar a casa, rasgar as roupas. Ou seja: impedir nossa vida de santificação. Nem precisa saber muito, nem interpretar muita coisa. Isso é dito quase todos os dias nas igrejas)

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro
(reparem que nessa parte é o proprio inimigo se referindo a eternidade sem Deus. O que foi imposto a ele, e quer o mesmo para nós)

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão – a falta de futuro
O mesmo desespero

Vamos deixar que entrem
Como uma interrogação
Até os inocentes
Aqui já não tem perdão
Vamos pedir que quebrem
Destruir qualquer certeza
Até o que é mesmo belo
Aqui já não tem beleza

Vamos deixar que entrem
E fiquem com o que vocêtem
Até o que é de todos
Já não é de ninguém
Pedir que quebrem
Mendigar pelas esquinas
Até o que é novo
Já esta em ruinas
Vamos deixar que entrem
Nada é como você pensa
Pedir que sentem
Aos que entraram sem licença
Pedir que quebrem
Que derrubem o meu muro
Atrás de tantas cercas
Quem é que pode estar seguro?
(Quebrar o muro… ou seja, dar brecha para o inimigo entrar nas nossas vidas. E quando diz: “Até o que é novo já está em ruinas.” Tudo se fez novo quando aceitamos a Jesus, e é essa nova vida que o inimigo quer destruir.)

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno
A mesma cela de prisão – a falta de futuro
O mesmo desespero
(E a ênfase que ele dá no final é justamente a eternidade sem Deus, que é seu principal objetivo para nós.)

Muito cuidado com o que você deixa entrar na sua casa!

Introdução do Hino Nacional com letra ???

30/03/2010

Ana Arcanjo no vídeo:

Denuncia, lamenta, ensina e também questiona o porque da “introdução” do Hino Nacional Brasileiro, ser tirada e não mais ser cantada… Como ela mesma diz no vídeo : “está faltando civismo da população brasileira.”

Nascida em Santos SP, foi menbro da Cruz Vermelha durante a revolução Constitucionalista de 1932 e nos ensina algo mais do que a desconhecida introdução do Hino Nacional Brasileiro; Olha só que lição de civismo que dessa paulista da gema:

“Eu vou contar para vocês que o Hino Nacional Brasileiro, aquela parte que só é tocada, que dizem que é a introdução, o estribilho, tem uma letra.
Não fui eu quem a inventou. Aprendi quando criança, cantava no colégio todo dia. Que diz assim:

Espera o Brasil
Que todos cumprais
Com o vosso dever.
Eia avante, brasileiros,
Sempre avante!
Gravai o buril
Nos pátrios anais
Do vosso poder.
Eia avante, brasileiros,
Sempre avante!
Servi o Brasil
Sem esmorecer,
Com ânimo audaz
Cumpri o dever,
Na guerra e na paz,
À sombra da lei,
À brisa gentil
O lábaro erguei
Do belo Brasil.
Eia sus, oh sus!

Que quer dizer: Eia avante , eia avante.

Ouviram do Ypiranga as margens plácidas….

“…E continua o Hino Nacional Brasileiro, que infelizmente não é mais cantado. Quando cantam é só uma estrofe. Como tiraram a primeira, que dizem a introdução, tiraram já a segunda e daqui a pouca não temos mais Hino Nacional, já foi todo ele banido. É o que tenho para dizer pra vocês.

E outra coisa, quando diz “Gravai o buril”, buril é uma peça que se usa prá tirar as coisas erradas, numa, num, vamos dizer, num desenho, numa peça de louça, quando se está fazendo, para tirar as arestas. Isto é o buril.
O Eia Sus, é Eia Avante, Eia Avante, e o Lábaro eguei.
Qual é o labaro?
É a bandeira, gente!!!! Que nós não temos mais hasteada.
O Brasil não tem bandeira Brasileira, por que não a usa. E quando a usa, é mal colocada. Bandeira Brasileira na mesma altura das outras bandeiras, bandeira Brasileira de banda, não no meio como tem de ser. E quando são duas que tem que ser do lado direito de quem sai, não tem mais, acabou,gente!
Temos de ter um pouco de cuidado. Por que a nossa terra é grande e maravilhosa, mais está faltando civismo. Depois dizemos só tem bandidos nessa terra. Mas nós não ensinamos amar a terra como é devido.

Obrigada,viu.Quem puder conserte isso.”

Companheiros, depois de ouvir essas palavras, me senti desse tamanhinho, palavra!
E infelizmente, eu não posso consertar isso.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/comentarios/pac_01_all-10.shtml

Veja Também :

Ciência não sabe explicar clarões que acompanham grandes sismos…

08/03/2010

04/03/2010

RIO – Seis dias após o terremoto, uma cena fartamente documentada permanece sem explicação: os clarões que teriam surgido logo após os tremores. O mistério, na verdade, é antigo. O fenômeno, semelhante a uma tempestade elétrica, é figurinha carimbada em sismos de grande magnitude. Ainda assim, muitos cientistas descartam sua relação com o choque de placas tectônicas.

” Existem várias teorias, todas contestáveis “

– Existem várias teorias, todas contestáveis – ressalta Marcelo Assunção, professor de geofísica do Laboratório de Sismologia da USP. – Uma das explicações é que o movimento das placas tectônicas induz os minerais à formação de uma corrente elétrica, que, associada às condições atmosféricas locais, pode provocar raios. A explicação é semelhante a uma das teorias aventadas pelo site do US Geological Survey, órgão do governo americano que monitora terremotos: os clarões teriam gases formados pelo calor liberado por placas tectônicas. Outra possibilidade é que o gás radônio, produzido durante o sismo, se ioniza no ar, formando as tempestades elétricas.

” A água pode acelerar um sistema de tempestades que existia naquela região. Daí os clarões “

– No caso de um terremoto com epicentro no oceano, como ocorreu no Chile, a movimentação da água pode acelerar um sistema de tempestades que existia naquela região. Daí os clarões – cogita Osmar Pinto Junior, coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Para Osmar, se os raios forem realmente gerados pelo choque de placas, o monitoramento de terremotos pode ganhar um reforço no futuro. O desenvolvimento de um sensor que detectasse radiação flagraria as regiões onde a possibilidade de sismos fosse maior. – Mas a utilidade desse equipamento seria muito complexa – pondera. – Já é possível fazer algo semelhante com os vulcões, mas todos sabem onde eles ficam. A região de atrito das placas tectônicas é obviamente muito mais escondida. Ainda que os clarões sejam recorrentes nos terremotos de grande magnitude, muitos cientistas consideram que a relação entre esses fenômenos seja apenas uma coincidência. Sismólogo da Universidade de Brasília, João Willy Rosa acha que não valer a pena discutir teorias: – Já ouvi relatos sobre raios, mas não existe qualquer explicação científica.

Fonte: O Globo

———————————————————-

Perturbações elétricas ‘podem prever terremotos’, dizem cientistas
05 de junho, 2008

Cientistas da Nasa afirmaram que descobriram uma ligação entre perturbações elétricas nos limites da atmosfera terrestre, a ionosfera, e a ocorrência de terremotos – o que poderia levar ao aperfeiçoamento de um novo sistema de alarme contra terremotos.

O terremoto do dia 12 de maio na China matou dezenas de milhares de pessoas
Um destes sinais foi detectado dias antes do terremoto da China, em maio, que deixou 69 mil mortos e outros 18 mil desaparecidos.

A ionosfera se diferencia de outras camadas da atmosfera da Terra, pois, devido à exposição à radiação solar, é carregada eletricamente.

Em um número significativo de ocasiões os satélites captaram perturbações nesta camada, entre 100 e 600 quilômetros acima de áreas onde vieram a ocorrer terremotos depois.

“Acredito que seremos capazes de estabelecer uma correlação clara entre terremotos e certos sinais antes de sua ocorrência, de uma forma equilibrada”, afirmou Minoru Freund, físico e diretor de materiais aeroespaciais avançados no Centro de Pesquisa Ames da Nasa, na Califórnia.

“Temos boas informações científicas, estou otimista e cauteloso, e estamos projetando uma série de experiências para verificar nossas informações”, acrescentou.

Outros terremotos

Um estudo analisou mais de 100 terremotos com magnitudes de 5 graus ou mais em Taiwan, durante várias décadas.

Os pesquisadores descobriram que quase todos os terremotos que ocorriam a uma profundidade de cerca de 35 quilômetros eram precedidos de uma perturbação elétrica diferente na ionosfera.

A análise foi feita por Jann-Yeng Liu, do Centro de Pesquisas Espaciais em Chung-Li, Taiwan.

Os detalhes completos ainda não foram divulgados mas a BBC compreende que os cientistas também observaram um sinal “enorme” na ionosfera antes do terremoto de magnitude 7,8, que atingiu a China no dia 12 de maio.

Teoria

Minoru Freund e seu pai, Friedemann Freund (que também trabalha no Centro de Pesquisa Ames da Nasa) desenvolveram uma teoria para estes precursores de terremotos.

A idéia é de que quando as rochas são comprimidas, como ocorre quando placas tectônicas se movem, elas agem como baterias, produzindo correntes elétricas.

Sistema de alerta com satélites poderia captar os ‘sinais’ de um terremoto
Segundo esta teoria, esta carga elétrica, formada por um tipo específico de elétrons, capaz de percorrer grandes distâncias em experiências em laboratórios.

Quando esta carga viaja para a superfície da Terra, a superfície fica carregada com cargas elétricas positivas, que são fortes o bastante para afetar a ionosfera, causando as alterações que podem ser captadas por satélites.

A equipe da Nasa está trabalhando com uma equipe britânica para investigar a possibilidade de criação de um sistema de alerta de terremotos com o uso de satélites.

Stuart Eves, diretor de desenvolvimento de negócios da Surrey Satellite Technology Limited, a companhia que participa da iniciativa, afirmou que o que não se sabe “é a magnitude do efeito e o quanto dura antes do terremoto”.

Mais pesquisas

O geofísico Mike Blanpied, do Estado de Virgínia, Estados Unidos, afirmou que as experiências com as rochas foram feitas em laboratórios.

Mas, nas profundidades da crosta terrestre as condições são outras, principalmente de pressão e temperatura.

Minoru Freund concorda que é necessário mais trabalho para melhorar a pesquisa. Mas já afirmou que está trabalhando em uma proposta para um sistema de alerta baseado no uso de, pelo menos, três satélites.

fonte: BBC

fimdostempos.net

Lei do Preto Velho é aprovada debaixo do nariz da bancada evangélica do Rio de Janeiro…

08/03/2010

Omissão de deputados evangélicos na ALERJ facilita a aprovação da lei que obriga reverenciamento ao orixá Preto Velho e o transforma em patrimônio imaterial do Estado do Rio de Janeiro
O Preto Velho, entidade espiritual cultuada na umbanda, agora é patrimônio estatal. Em 9 de fevereiro de 2010 a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ) aprovou o Projeto de Lei 1924/2008 que declara o Dia dos Pretos Velhos como patrimônio imaterial do Estado do Rio de Janeiro, determinando o revenciamento dessa entidade espiritual.
A autoria da lei é do Dep. Atila Nunes (PSL), que vem atuando fortemente para que todos os orixás das religiões afro-brasileiras tornem-se propriedade imaterial no Rio de Janeiro e passem a ser reverenciados através dessas leis. O Dep. Nunes está apenas aproveitando a incrível onda estatal de privilegiar tudo o que se refere à “cultura” afro-brasileira.
Base Legal
A Constituição Federal prevê no artigo 216 que os bens de natureza imaterial constituem patrimônio cultural brasileiro. Com tal proteção estatal, qualquer afronta ou ameaça ao patrimônio — no caso, o Preto Velho — deve ser punida na forma da lei.
A transformação da entidade espiritual Preto Velho em patrimônio e propriedade imaterial de inicio obriga o Estado do Rio de Janeiro a repassar dinheiro para divulgação e proteção dessa chamada “cultura religiosa” nas repartições públicas, através das Secretarias de Cultura, Turismo, Educação, Segurança. A lei dá todo esse poder a essa “cultura”.
Enquanto o PNDH-3 de Lula estabelece a “crucificação” dos crucifixos e outros símbolos cristãos em repartições públicas, o Rio de Janeiro, com a dormência dos deputados cristãos, já se prepara para preencher a lacuna espiritual.
Oficialmente, a data do Preto Velho será comemorada com festejos programados e realizados pelas Secretarias de Turismo e Ciência e Cultura e incluídos no calendário oficial e turístico do Estado. Assim, o Estado laico, que quer distância do Cristianismo e seus valores, está agora abraçado e amigado ao Preto Velho, graças principalmente às leis de igualdade racial, que transformam em “cultura” as práticas religiosas dos descendentes de africanos.
Discussões e omissões
O PL 1904/08 foi aprovado em 2ª votação, em 09/02/10, sem resistência. Os deputados evangélicos da ALERJ estranhamente não fizeram nenhum tipo de articulação para deter a aprovação da lei.
O único parlamentar a votar contra foi o deputado evangélico Edson Albertassi/PMDB, que em outros embates decisivos estava presente e deu voto contrário.
O nefasto no caso é o oportunismo eleitoral e religioso de deputados evangélicos que dizem que o Rio de Janeiro está sob “maldição espiritual” por causa das leis que homenageiam orixás, mas que na hora da votação — como na aprovação do feriado estadual de São Jorge, dia mundial do orgulho gay, umbanda, candomblé e iemanjá como patrimônio do Estado — se ausentam completamente dos embates. Na hora da votação, eles tomam chá de sumiço.
Paulo Teixeira em seu Blog Holofote critica os deputados que utilizam terrorismo religioso em época eleitoral culpando pessoas e governos, mas que são omissos em votações decisivas.
O Rio de Janeiro é hoje um mosaico de confusão religiosa, onde uma população majoritariamente católica e evangélica vive sob um número crescente de leis que dão aos orixás da “cultura” afro-brasileira uma estranha e louca intimidade com o Estado “laico”, trazendo pesadas conseqüências para as escolas públicas, onde os alunos serão obrigados a aprender a reverenciar o Preto Velho.
A ALERJ tem outros projetos que aguardam apenas a oportunidade de votação para completar “a agenda espiritual” dos orixás. Com a sonolência da bancada evangélica do Rio, tudo é possível para os orixás e seus adeptos.
Adaptado do Blog Zenóbio Fonseca
Fonte: http://www.juliosevero.com

Existe crente carnal ?

05/03/2010

Crente Carnal?

O conceito do crente carnal envolve o entendimento de que na igreja existiriam muitos que permanecem em um estágio inferior e primitivo de espiritualidade mantendo um comportamento virtualmente similar ao do incrédulo.

Essa idéia é perigosa, por que refletimos com ela a tendência renitente (mas não bíblica) de categorizarmos as pessoas em três classes [1] , quanto ao status espiritual dessas perante o soberano criador.

No conceito do “crente carnal”, essa divisão tríplice seria:
(1) os incrédulos, (2) os crentes carnais e (3) os crentes espirituais.

O incrédulo, dispensa descrição. O crente espiritual seria uma superior categoria de crentes, dissociada do crente carnal – a categoria inferior. Crente espiritual não representaria, meramente, uma descrição dos salvos por Cristo, uma vez que os “carnais” também o seriam, mas identificaria aqueles que deram o segundo passo de aceitação, em direção a Deus. Já haviam aceito a Cristo como Salvador, mas, em um segundo passo e em uma segunda experiência, o aceitam como Senhor.

Essa idéia do “Crente Carnal” procede de uma compreensão superficial das palavras do apóstolo Paulo, em 1 Cor 3.1-4, e foi popularizada nas notas de rodapé da famosa Bíblia de Scofield. Infelizmente, essa “doutrina” encontrou abrigo em nosso meio, o que nos impele a esse esclarecimento maior.

Como imperfeitos e pecadores que somos, até a nossa glorificação, cada um de nós exibe um grau maior ou menor de carnalidade em nossas atitudes. Existe, portanto a possibilidade, nos crentes, de manifestações de comportamento semelhantes ao do incrédulo – isso écarnalidade no sentido ético/moral, utilizado por Paulo. Ela deve ser exposta, reprovada e a convicção de sua presença deve nos levar aos pés de Cristo em arrependimento sincero e genuíno.

Paulo não chega, entretanto, a transmitir a idéia da existência de uma terceira categoria de pessoas nas quais faltaria um passo adicional à salvação. No contexto da primeira carta aos coríntios, ele deixa claro, no cap. 1, que está escrevendo àqueles que foram santificados em Cristo Jesus. No cap. 2, ele descreve os seus leitores como “recebedores da graça de Deus, enriquecidos em toda palavra e em todo o entendimento” e traça aquela única distinção que é verdadeiramente bíblica: o ser humano natural e o ser humano espiritual – caracterizando o que se encontra ainda morto em delitos e pecados, e aquele que foi alcançado pela graça salvadora de Jesus Cristo.

Esse último, como espiritual que é (isto é: gerado pelo Espírito Santo), tem a possibilidade de discernir o ensinamento do Espírito e de manter sintonia com o Deus Supremo. Por essa razão, o comportamento específico tratado nos versos iniciais do capítulo 3 – partidarismo e espírito de divisão e dissensão (uns de Paulo, outros de Apolo), era incompatível com a fé professada. Paulo vê-se, portanto, forçado a dirigir-se a eles como descrentes procurando-os sacudi-los à racionalidade cristã. Como espirituais, tinham que apresentar crescimento. Não podiam permanecer como crianças e exibir carnalidade.

O ensinamento do “crente carnal” tem o resultado prático de confortar indevidamente aqueles que, mesmo fazendo parte da igreja local, levam uma vida desregrada, fora dos padrões das Escrituras, mas se auto-analisam como pertencentes a essa categoria. Essas pessoas, na realidade, deveriam estar examinando a genuinidade da salvação que professam. Aos que desejarem um tratamento mais aprofundado da questão, recomendamos Existe Mesmo o Crente Carnal? escrito por Ernest Reisinger (SP: Fiel, 1988) e o artigo do Rev. Augustus Nicodemus, “Paulo e os Espirituais de Corinto”, em Fides Reformata 3/1, ponto II.B.3.

[1] Outras classificações tríplices errôneas, ao longo da história da igreja, que geram uma hierarquia de crentes, podem ser identificadas. (a) Entre os proto-gnósticos e gnósticos: os crentes eram divididos entre os que possuíam conhecimento espiritual apenas rudimentar e aqueles que possuíam o verdadeiro conhecimento (gnosis), velado aos demais. Teríamos então: (1) os incrédulos, (2) os crentes rudimentares e (3) os crentes iluminados. (b) No terceiro século temos os alegoristas dividindo os crentes entre aqueles que entendiam o sentido mais espiritual e profundo das passagens e aqueles que não conseguiam penetrar além do significado literal do texto. Orígenes, ensinava essa divisão: (1) Os incrédulos e os de mente simples, capazes de entender o sentido comum, histórico da Palavra de Deus, (2) os crentes capazes de entender o sentido espiritual-que se constituía na essência das Escrituras e (3) os agraciados, capazes de entender o sentido perfeito-que representava um sentido espiritual mais profundo da Palavra de Deus, possível de ser expresso somente por meio de alegorias, compreensível somente a essa casta de cristãos. (c) Os Quakers, no século 17, dividiam as pessoas, nesse sentido, em: (q) Incrédulos, (2) os crentes sem a “luz interior” do E. Santo e (3) os crentes com a “luz interior” do E. Santo, que os fazia vibrar, tremer (“quake”). (d) No pentecostalismo, temos: (1) os incrédulos; (2) os batizados com o E.S., ou “recebedores da segunda bênção” e (3) os não-batizados com o E.S., ou “ainda-carentes-de-uma-segunda-bênção” – deixando a expectativa de que sem esta experiência algo estaria a faltar na vida do cristão. Com a “segunda bênção” se atingiria um patamar superior, elevar-se-ia acima do nível do crente comum. Ainda no pentecostalismo, essa hierarquia pode tomar a seguinte forma: (1) os incrédulos; (2) os crentes, mas com fé insuficiente a serem curados fisicamente e (3) os crentes com fé suficiente a receberem a “cura divina”.

Examinando e Expondo a Palavra de Deus aos Nossos Dias:

Isaías 1:18-20 “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra. Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse.”

Atos 17:2-3 “Paulo, segundo o seu costume, foi procurá-los e, por três sábados, arrazoou com eles acerca das Escrituras, expondo e demonstrando ter sido necessário que o Cristo padecesse e ressurgisse dentre os mortos; e este, dizia ele, é o Cristo, Jesus, que eu vos anuncio.”

Permissão é livremente concedida a todos que quiserem fazer uso dos estudos, artigos, palestras e sermões colocados neste site. Pedimos, tão somente, que indiquem a fonte e não modifiquem o seu conteúdo. Apreciaríamos, igualmente, a gentileza de um e-mail indicando qual o texto que está utilizando e com que finalidade (estudo pessoal, na igreja, postagem em outro site, impressão, etc.).

Copyright©2005 Todos os Direitos Reservados
solanoportela@solanoportela.net

Fonte: http://www.solanoportela.net/artigos/crente_carnal.htm

A Velha e Nova Cruz…

05/03/2010

A Velha e Nova Cruz

por

A. W. Tozer

Sem fazer-se anunciar e quase despercebida uma nova cruz introduziu-se nos círculos evangélicos dos tempos modernos. Ela se parece com a velha cruz, mas é diferente; as semelhanças são superficiais; as diferenças, fundamentais.

Uma nova filosofia brotou desta nova cruz com respeito à vida cristã, e desta nova filosofia surgiu uma nova técnica evangélica – um novo tipo de reunião e uma nova espécie de pregação. Este novo evangelismo emprega a mesma linguagem que o velho, mas o seu conteúdo não é o mesmo e sua ênfase difere da anterior.

A velha cruz não fazia aliança com o mundo. Para a carne orgulhosa de Adão ela significava o fim da jornada, executando a sentença imposta pela lei do Sinai. A nova cruz não se opõe à raça humana; pelo contrário, é sua amiga íntima e, se compreendermos bem, considera-a uma fonte de divertimento e gozo inocente. Ela deixa Adão viver sem qualquer interferência. Sua motivação na vida não se modifica; ela continua vivendo para seu próprio prazer, só que agora se deleita em entoar coros e a assistir filmes religiosos em lugar de cantar canções obcenas e tomar bebidas fortes. A ênfase continua sendo o prazer, embora a diversão se situe agora num plano moral mais elevado, caso não o seja intelectualmente.

A nova cruz encoraja uma abordagem evangelística nova e por completo diferente. O evangelista não exige a renúncia da velha vida antes que a nova possa ser recebida. Ele não prega contrastes mas semelhanças. Busca a chave para o interesse do público, mostranto que o cristianismo não faz exigências desagradáveis; mas, pelo contário, oferece a mesma coisa que o mundo, somente num plano superior. O que quer que o mundo pecador esteja idolizando no momento é mostrado como sendo exatamente aquilo que o evangelho oferece, sendo que o produto religioso é melhor.

A nova cruz não mata o pecador, mas dá-lhe nova direção. Ela o faz engrenar em um modo de vida mais limpo e agradável, resguardando o seu respeito próprio. Para o arrogante ela diz: “Venha e mostre-se arrogante a favor de Cristo”; e declara ao egoísta: “Venha e vanglorie-se no Senhor”. Para o que busca emoções, chama: “Venha e goze da emoção da fraternidade cristã”. A mensagem de Cristo é manipulada na direção da moda corrente a fim de torná-la aceitável ao público.

A filosofia por trás disso pode ser sincera, mas na sua sinceridade não impede qe seja falsa. É falsa por ser cega, interpretando erradamente todo o significado da cruz.

A velha cruz é um símbolo da morte. Ela representa o fim repentino e violento de um ser humano. O homem, na época romana, que tomou a sua cruz e seguiu pela estrada já se despedira de seus amigos. Ele não mais voltaria. estava indo para seu fim. A cruz não fazia acordos, não modificava nem poupava nada; ela acabava completamente com o homem, de uma vez por todas. Não tentava manter bons termos com sua vítima. Golpeava-a cruel e duramente e quando terminava seu trabalho o homem já não existia.

A raça de Adão está sob sentença de morte. Não existe comutação de pena nem fuga. Deus não pode aprovar qualquer dos frutos do pecado, por mais inocentes ou belos que pareçam aos olhos humanos. Deus resgata o indivíduo, liquidando-o e depois ressucitando-o em novidade de vida.

O evangelismo que traça paralelos amigáveis entre os caminhos de Deus e os do homem é falso em relação à bíblia e cruel para a alma de seus ouvintes. A fé manifestada por Cristo não tem paralelo humano, ela divide o mundo. Ao nos aproximarmos de Cristo não elevamos nossa vida a um plano mais alto; mas a deixamos na cruz. A semente de trigo deve cair no solo e morrer.

Nós, os que pregamos o evangelho, não devemos julgar-nos agentes ou relações públicas enviados para estabelecer boa vontade entre Cristo e o mundo. Não devemos imaginar que fomos comissionados para tornar Cristo aceitável aos homens de negócio, à imprensa, ao mundo dos esportes ou à educação moderna. Não somos diplomatas mas profetas, e nossa mensagem não é um acordo mas um ultimato.

Deus oferece vida, embora não se trate de um aperfeiçoamento da velha vida. A vida por Ele oferecida é um resultado da morte. Ela permanece sempre do outro lado da cruz. Quem quiser possuí-la deve passar pelo castigo. É preciso que repudie a si mesmo e concorde com a justa sentença de Deus contra ele.

O que isto significa para o indivíduo, o homem condenado quer encontrar vida em Cristo Jesus? Como esta teologia pode ser traduzida em termos de vida? É muito simples, ele deve arrepender-se e crer. Deve esquecer-se de seus pecados e depois esquecer-se de si mesmo. Ele não deve encobrir nada, defender nada, nem perdoar nada. Não deve procurar fazer acordos com Deus, mas inclinar a cabeça diante do golpe do desagrado severo de Deus e reconhecer que merece a morte.

Feito isto, ele deve contemplar com sincera confiança o salvador ressurreto e receber dEle vida, novo nascimento, purificação e poder. A cruz que terminou a vida terrena de Jesus põe agora um fim no pecador; e o poder que levantou Cristo dentre os mortos agora o levanta para uma nova vida com Cristo.

Para quem quer que deseje fazer objeções a este conceito ou considerá-lo apenas como um aspecto estreito e particular da verdade, quero afirmar que Deus colocou o seu selo de aprovação sobre esta mensagem desde os dias de Paulo até hoje. Quer declarado ou não nessas exatas palavras, este foi o conteúdo de toda pregação que trouxe vida e poder ao mundo através dos séculos. Os místicos, os reformadores, os revivalistas, colocaram aí a sua ênfase, e sinais, prodígios e poderosas operações do Espírito Santo deram testemunho da operação divina.

Ousaremos nós, os herdeiros de tal legado de poder, manipular a verdade? Ousaremos nós com nossos lápis grossos apagar as linhas do desenho ou alterar o padrão que nos foi mostrado no Monte? Que Deus não permita! Vamos pregar a velha cruz e conhecermos o velho poder.

——————————————————————-

Fonte: O Melhor de A. W. Tozer, Editora Mundo Cristão, pg 151 a 153.

Fonte : Monergismo.com

Querem mesmo acabar com a Internet…

01/03/2010

Querem mesmo acabar com a Internet

Já circulavam na internet algumas notícias sobre o tema, muitos cépticos diziam que era Hoax, fraude, mentira.
Será mesmo?

Reparem na cronologia dos acontecimentos :

E.U.A e Israel querem criar equipe para censurar sites conspiratórios ( LINK ) :

http://realidadeoculta-novo.blogspot.com/2010/01/eua-e-israel-querem-silenciar-sites.html

e

http://www.prisonplanet.com/obama-information-czar-outlined-plan-for-government-to-infiltrate-conspiracy-groups.html

E.U.A querem que a Europe “filtre” as informações na internet. (LINK)

http://www.elpais.com/articulo/tecnologia/Estados/Unidos/quiere/empujar/Europa/imponer/filtrado/Internet/elpepuintusa/20100223elpeputec_1/Tes

http://www.elpais.com/articulo/tecnologia/negociacion/secreta/acuerdo/mundial/copyright/alarma/internautas/elpeputec/20091109elpeputec_1/Tes

E.U.A estão sempre a falar nos perigos dos cyber terroristas, e dizem que a Internet pode ser palco de guerra e querem criar equipes para controlar a internet, tornando-a mais “segura”.

Sarkozy queria criar a lei Hadopi , para cortar a internet a quem fizer downloads “ilegais”.

O.M.S quer criar um imposto para a Internet ( LINK )

http://www.foxnews.com/story/0,2933,583127,00.html

Espanha tambem quer criar um Imposto para a Internet ( fonte de informação: revista TV do jornal Correio da manhã, de 26-2-2010, página 27 )
Aposto que Portugal e outros países europeis vão querer imitar essa medida.

Fonte : http://realidadeoculta-novo.blogspot.com/

Reflexões sobre as enfermidades e o luto…(Força Tia Téia )

19/02/2010

Não Desperdice Seu Câncer

por

John Piper

16 de Fevereiro de 2006

Estou escrevendo estas palavras na véspera da cirurgia do câncer na minha próstata. Creio no poder de Deus para curar — por meio de um milagre e da medicina. Sei que é certo e bom orar pelos dois tipos de cura. O câncer não é desperdiçado ao ser curado por Deus. Ele recebe a glória — e isto porque o câncer existe. Então, não orar pela cura pode desperdiçar seu câncer. Mas a cura não é o plano de Deus para todos. E existem muitas outras formas de desperdiçar seu câncer. Estou orando por mim e por você, para que não desperdicemos esta dor .
1. Você desperdiçará seu câncer caso não creia que isto foi planejado por Deus
Não diga que Deus apenas usa nosso câncer, mas que não o planeja. O que Deus permite, ele o faz por uma razão. E está razão é sua vontade. Se Deus prevê desenvolvimentos moleculares tornando-se cancerígenos , ele pode deter isto ou não. Se não, ele tem um propósito. Por ser infinitamente sábio, é correto chamar este propósito de plano. Satanás é real e causa muitos prazeres e dores. Mas ele não é a causa última . Assim , quando ele atacou Jó com úlceras (Jó 2:7), Jó atribuiu-as a Deus (2:10), e o escritor inspirado concorda: “e o consolaram de todo o mal que o Senhor lhe havia enviado” (Jó 42:11). Se você não crê que seu câncer lhe foi planejado por Deus, você o desperdiçará.
2. Você desperdiçará seu câncer caso creia que ele é uma maldição , e não uma bênção
“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” ( Romanos 8:1). “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós ” (Gálatas 3:13). “Contra Jacó, pois, não há encantamento , nem adivinhação contra Israel” ( Números 23:23). “Porquanto o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não negará bem algum aos que andam na retidão.” (Salmos 84:11)
3. Você desperdiçará seu câncer caso procure conforto em suas chances em vez de procurá-lo em Deus
O plano de Deus em relação ao seu câncer não é treiná-lo no cálculo de chances racionalista e humano . O mundo consegue conforto em estatísticas . Os cristãos não . Alguns contam seus carros (porcentagens de sobrevivência) e outros contam seus cavalos (efeitos colaterais do tratamento), mas nós confiamos no nome do Senhor, nosso Deus (Salmos 20:7). O plano de Deus é claro em 2Coríntios 1:9: “portanto já em nós mesmos tínhamos a sentença de morte , para que não confiássemos em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos”. O objetivo de Deus relativo ao seu câncer (entre várias outras coisas boas) é derrotar a autoconfiança em nosso coração para podermos descansar completamente nele.
4. Você desperdiçará seu câncer caso se recuse a pensar na morte
Todos nós morreremos caso Jesus não retorne em nossos dias. Não pensar sobre como seria deixar esta vida e encontrar Deus é tolice . Eclesiastes 7:2 diz: “Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete ; porque naquela se vê o fim de todos os homens , e os vivos o aplicam ao seu coração”. Como você pode aplicar esta verdade a seu coração se não pensa nela? Salmos 90:12 diz: “Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios”. Contar seus dias significa pensar sobre quão poucos eles são e que terminarão. Como você conseguirá um coração sábio se você se recusa a pensar nisto? Que desperdício , caso não pensemos sobre a morte.

5. Você desperdiçará seu câncer caso pense que “vencê-lo” significa sobreviver e não aproximar-se de Cristo .
Os planos de Deus e os planos de Satanás para seu câncer não são os mesmos. Satanás deseja destruir seu amor por Cristo. Deus planeja aprofundá-lo. O câncer não vencerá se você morrer, apenas se falhar em aproximar-se de Cristo. O plano de Deus é privá-lo do alimento do mundo e satisfazê-lo com a suficiência de Cristo. Isto tem o objetivo de ajudá-lo a dizer e a sentir: “tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor”. E saber, portanto, que “o viver é Cristo, e o morrer é lucro” (Filipenses 3:8; 1:21).
6. Você desperdiçará seu câncer caso gaste muito tempo lendo sobre o câncer e não o suficiente a respeito de Deus
Não é errado ler sobre o câncer . Ignorância não é virtude. Mas, o desejo de saber mais e mais, e a falta de zelo pelo conhecimento contínuo de Deus é sintomático no incrédulo . O objetivo do câncer é acordar-nos para a realidade de Deus, colocar sensações e força no mandamento “Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor” (Oséias 6:3), acordar-nos para a verdade de Daniel 11:32 : “O povo que conhece ao seu Deus se tornará forte, e fará proezas”, tornar-nos carvalhos indestrutíveis e firmes : “antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite. Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará.” ( Salmos 1:2,3). Que desperdício lermos dia e noite sobre o câncer e nada a respeito de Deus .
7. Você desperdiçará seu câncer caso se isole em vez de aprofundar seus relacionamentos manifestando afeição
Quando Epafrodito trouxe os presentes enviados pela igreja de Filipos para Paulo, ele ficou doente e quase morreu. Paulo diz aos filipenses: “porquanto ele tinha saudades de vós todos, e estava angustiado por terdes ouvido que estivera doente” (Filipenes 2:26). Que reação maravilhosa! Não diz que estavam angustiados porque Epafrodito estava doente , mas que ele estava angustiado porque os filipenses ouviram que ele estava doente. Este é o tipo de coração que Deus pretende criar com o câncer: o coração profundamente afetivo e preocupado com as pessoas . Não desperdice seu câncer voltando-se para si mesmo .
8. Você desperdiçará seu câncer caso se entristeça como quem não tem esperança .
Paulo usa esta expressão para designar pessoas cujos entes queridos haviam morrido: “Não queremos, porém , irmãos , que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais como os outros que não têm esperança” (1Tessalonicenses 4:13). Existe tristeza na morte. Mesmo para o crente que morre, há uma perda temporária — a perda do corpo, de entes queridos e do ministério terreno. Mas a tristeza é diferente — é permeada pela esperança: “desejamos antes estar ausentes deste corpo, para estarmos presentes com o Senhor” (2Coríntios 5:8). Não desperdice seu câncer ficando triste como quem não tem esta esperança .
9. Você desperdiçará seu câncer caso trate o pecado tão normalmente quanto antes.
Seus pecados freqüentes permanecem tão atrativos quanto antes de você ter câncer? Se a resposta for afirmativa, então você está desperdiçando seu câncer. O câncer foi planejado para destruir o apetite pelo pecado. Orgulho, ganância, luxúria, ódio, falta de perdão, impaciência, preguiça, procrastinação — todos estes são adversários que o câncer deve atacar. Não pense apenas em lutar contra o câncer. Pense também em usá-lo. Todas estas coisas são piores que o câncer. Não desperdice o poder do câncer para esmagar estes adversários. Deixe a presença da eternidade tornar os pecados temporais tão fúteis como eles realmente são. “Pois, que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se, ou prejudicar-se a si mesmo ?” (Lucas 9:25).
10. Você desperdiçará seu câncer caso falhe em utilizá-lo como meio de testemunhar a verdade e a glória de Cristo .
Os cristãos nunca se encontram em determinado lugar por acidente. Existem razões para as quais somos levados onde estamos. Considere o que Jesus diz sobre circunstâncias inesperadas e dolorosas: “Mas antes de todas essas coisas vos hão de prender e perseguir, entregando-vos às sinagogas e aos cárceres, e conduzindo-vos à presença de reis e governadores, por causa do meu nome. Isso vos acontecerá para que deis testemunho” (Lucas 21:12-13). Assim também é com o câncer. Essa será uma oportunidade para testemunhar. Cristo é infinitamente digno. Aqui está uma oportunidade de ouro para mostrar que Jesus vale mais que a vida . Não a desperdice.
Lembre-se de que você não foi deixado sozinho; terá a ajuda necessária: “Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus” (Filipenses 4:19).

Pastor John

A igreja do futuro…seria um tipo de Laudicéia ?

01/02/2010

A Igreja do Futuro

Vejam mais um exemplo da ambição dos pastores pentecas, conforme o relato de um dos meus filhos virtuais.

“Um dia conversando com um pastor sobre os malaquianos que oprimiam o povo com Malaquias 3 e que eu não concordava com o famoso ‘teto’ dos neopentecostais e pentecostais, que aqui na minha terrinha é de DEZ mínimos mensais (e se a igreja tiver condição, até 20% dos dízimos e ofertas arrecadados), veja o que ele me disse: ‘Cada um tem um padrão de vida, e se você acha muito, outros acham pouco e se a igreja crescer mais, vou ser igual ao Pr. X (pentecostal, da maior denominação desta cidade) e, sendo assim, receber 20% do total do superavit mensal. Então eu lhe disse: que iria apelar para o Tribunal de Cristo e que ele prestaria contas disso ao Senhor…”

E quando eu critico essa gangue pastoral ainda vêm me falar horrores, como se eu fosse mentirosa e odiosa.

Diva, umas das irmãs mais queridas da minha rica agenda feminina, culta, inteligente e bíblica, me escreveu há dias, dizendo que já não suporta mais freqüentar a igreja onde congregava, a qual ficou cheia de novidades. Está ficando em casa e assistindo aos cultos pela TV (Só espero que não sejam os do Silas Malacheia).

Outra amiga nossa, do mesmo nível social e cultural, que eu conheci na IP de Copacabana, há mais de 20 anos, também está ficando em casa, porque não suporta mais as modernidades que entraram na igreja da qual foi membro por algumas décadas.

A apostasia está invadindo as igrejas como um dilúvio e, dentro de poucos anos, se o Senhor não regressar logo, os crentes sinceros vão entrar na era da Igreja Virtual, que será a Igreja do Futuro! Nesta Igreja, você não é obrigado a enriquecer um pastor pilantra com 10% dos seus ganhos; não vai precisar ficar sentado, escutando música barulhenta e heresias hulqueanas; e ainda poderá deletar o que não estiver conforme a sã doutrina, o que é impossível fazer na Igreja reunida num templo, sem escandalizar os membros da mesma.

O Movimento Nova Era está aí, mais robusto do que o Gnosticismo, no tempo de Paulo. Tenho observado que 999 entre cada 1.000 pessoas com quem eu falo, estão se tornando novaerenses, sem mesmo saber o que isto significa. A Nova Era está penetrando sorrateiramente nas igrejas pentecostais e “avivadas”, implantando a Teologia Reconstrucionista ou Dominionista, copiada de Agostinho de Hipona. Essa teologia nega as profecias do VT sobre a hegemonia mundial de Israel, com Cristo reinando em Jerusalém, no Seu Reinado Milenar; ela enfatiza o poder da Igreja no mundo, devendo esta reinar durante mil anos, através dos “Manifestos Filhos de Deus”, enquanto uma seleção de gigantes espirituais prepara a volta de Cristo. Tudo isso foge à verdade pregada na Bíblia. Entre os maiores líderes dessas baboseiras futuristas estão Peter Wagner e Benny Hinn, os quais sacramentaram as línguas, sinais e maravilhas, tendo ressuscitado os ofícios de apóstolos e profetas. O Movimento em favor do homossexualismo veio através da Igreja Episcopal, pregando a chamada “liberdade aos filhos de Deus”.

Esta salada indigesta de doutrinas espúrias está armando o palco para a vinda do Anticristo, da Religião Mundial e da Grande Tribulação. O Anticristo nem mesmo poderá ser comparado a Hitler, Sadan Hussein e Fidel Castro… Ele vai ser muito pior, porque será possuído e monitorado pelo próprio Diabo.

Nós, os crentes bíblicos fundamentalistas, ainda temos a “bendita esperança” do Arrebatamento. Mas os que estão sendo enganados pelas doutrinas da monumental Igreja Emergente, a qual prega propósitos, experiências, sinais e maravilhas, esses vão resvalar na chamada “operação do erro” (2 Tes. 2:11) e vão ficar aqui, sob o impacto de todas as pragas descritas no Livro do Apocalipse. Vão sofrer junto com os ateus e os membros das seitas.

Se perdurar essa confusão em Israel, brevemente o mundo vai chegar a um estado de total calamidade (com os árabes explodindo o Ocidente, a fim de conseguirem o seu maligno objetivo, que é varrer Israel do mapa). Nesse caso, a União Européia e os outros países ricos vão querer implantar um governo mundial, a fim de enfrentar o que a ONU se mostra incapaz de resolver. O mundo inteiro está se voltando contra Israel. Isto é bíblico, pois somente o Senhor vai continuar fiel ao Seu povo rebelde, até o instante final, quando Ele descerá do Céu, junto com os Seus anjos e santos, para derrotar os inimigos do Seu povo. Antes, porém, Ele vai nos arrebatar para um lugar seguro e seremos julgados no Tribunal de Cristo, onde ficaremos muito envergonhados dos pecados que temos cometido, neste mundo utilitarista e hipócrita.

E quem for amigo dos palestinos e não estiver satisfeito com este segundo artigo do Ano Novo, que o delete depressa, pois estou com um assunto mais urgente do que receber elogios dos leitores. Depois que usei uma tinta Koleston (ontem) e esqueci de lavar a cabeça na hora exata, meu couro cabeludo ficou empolado e só não fiquei careca, pela graça de Deus. Vou ser mais cuidadosa, da próxima vez, oxente!

Mary Schultze, 02/01/2009

http://www.cpr.org.br/Mary.htm

“Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” 1 Cor 9:16
“Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo”. 2 Cor 4:6

Fonte: http://www.cpr.org.br/A_Igreja_do_Futuro.htm

Igrejas emergentes e o anticristo…

01/02/2010

Quem será o Anticristo?

Quando, há três anos, li o livro de Malachi Martin (The Keys of This Blood, que ainda não tive coragem de traduzir), entendi porque os americanos se dobraram diante do papa de Roma. Malachi demonstra ser um dominionista, enquanto a maioria reconstrucionista dos pentecostais e “emergentes” americanos embala a esperança de que os Estados Unidos possam receber o seu “Cristo”, em vez da União Européia. O cenário por Malachi apresentado é exatamente igual à visão dos reconstrucionistas. Contudo, ele vê o papa como aquele que vai estabelecer a Nova Ordem Mundial e jamais critica o Protestantismo ou qualquer outra religião, pois visualiza todas elas sob a liderança do papa de Roma, na chamada “Nova Ordem Mundial de Deus”. O papa Ratzinger confirmou, recentemente, esta visão, na TV mundial. (Eu já afirmei várias vezes e continuo afirmando que nenhum padre, bispo ou papa católico crê na divindade de Cristo, usando o Seu Nome Santo apenas para beneficiar a Igreja de Roma).
[Para quem não sabe, Malachi Martin nasceu no Condado de Kerry (Irlanda), em 1921, tendo falecido em 1999. Durante o tempo em que trabalhou em Roma, ele sempre esteve próximo ao papa João XXIII e afirmava ter-se entrosado com os mais recônditos segredos do Vaticano. Seus anos em Roma também coincidiram com a realização do Concílio Vaticano II (1961-1965). Completamente decepcionado com a ICAR e a Ordem Jesuíta, em 1964, ele pediu dispensa dos votos religiosos, abandonou Roma às pressas, em Julho do mesmo ano, tendo ido para Nova York, onde trabalhou como lavador de pratos e motorista de táxi, conseguindo a nacionalidade americana em 1970].
Conforme escreveu o erudito escritor cristão fundamentalista, Dr. Ronald Cooke, no capítulo 14 do seu livro “Antichrist and Optimism”, “O Ecumenismo conseguiu que toda a oposição religiosa legal desaparecesse. Todo mundo atualmente é uma pessoa de boa vontade e precisa apenas de uma pequena orientação para entrar no caminho certo, como um cordeiro que segue para o matadouro… Quando um homem se torna companheiro do erro, ele perde a capacidade de refutá-lo e até mesmo de reconhecê-lo… Quando um homem fica rodeado de hereges, ele perde a capacidade de discernir entre o que é falso e o que é verdadeiro e o seu ministério se transforma em ministério de confusão… O objetivo internacional do papa é a visão utópica de uma cristandade unificada na Europa, desde o Oceano Atlântico até os Montes Urais” (“Newsweek Christian Beacon”, 13/10/1988, p. 7).
Esta idéia de “cristianizar” a humanidade parece muito semelhante à que os reconstrucionistas americanos (copiados pelos macaquinhos nacionais) ensinam e à sua visão utópica, também paralela à idéia da vitória cultural. Os pensadores “cristãos” da atualidade confundem cultura secular com erudição bíblica, como se Deus preferisse os eruditos para a pregação do Evangelho do Seu Filho, em vez de escolher as pessoas mais simples e despretensiosas, conforme lemos na 1 Coríntios 3:18-20: “Ninguém se engane a si mesmo. Se alguém dentre vós se tem por sábio neste mundo, faça-se louco para ser sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia. E outra vez: O Senhor conhece os pensamentos dos sábios, que são vãos”
A triste verdade é que o programa atual da Igreja Emergente, que se autoglorifica, mostrando-se rica e vitoriosa no mundo, é muito semelhante ao que a Bíblia chama de Mistério… Babilônia, a grande meretriz de Apocalipse 17-18, coberta de jóias preciosas…
Ninguém sabe ainda quem será o Anticristo. Mas, do jeito que as coisas estão marchando em ritmo acelerado, nesta era da Internet, o “homem do pecado” já deve estar alimentando o seu sonho megalomaníaco de domínio mundial, em algum lugar do chamado “Primeiro Mundo”, aguardando o momento de entrar em cena. Para mim, ele vai sair da Alemanha, de onde Hitler – o seu protótipo – quis liquidar o povo de Deus. Talvez ele já esteja ocupando o cargo de REITOR numa grande universidade (como LEIPZIG, por exemplo). Achei muito estranho que o marido de minha neta (um cientista pesquisador de Nanotecnologia) tivesse usado e abusado do meu computador, apagando, em seguida, tudo que pesquisou, deixando claro que ele participa de um programa altamente confidencial.
Se nesta universidade a Nanotecnologia está sendo tão aperfeiçoada, bem como na universidade americana, com a qual ela mantém parceria, dentro em breve, os microchips poderão ser colocados sob a pele humana, com a desculpa de se controlarem o câncer e as doenças cardíacas e mentais. Então, os homens começarão a ser controlados, numa fração de segundo. Dentro de uns dois anos, os cristãos nominais que estiverem ainda por aqui serão marcados como gado pertencente ao rebanho do “homem do pecado”.

Fonte : Mary Schultze, 06/01/2010 – http://www.maryschultze.com.