Archive for the ‘Illuminat’ Category

Halloween???

29/10/2013

http://www.alemdaimaginacao.com/Noticias/A%20Historia%20do%20Haloween.html

 

Anúncios

O novo bicho-papão do Fantástico…

17/05/2012

Neomalthusianismo: o novo bicho-papão do Fantástico…

Escrito por Klauber Cristofen Pires | 16 Maio 2012
Media Watch – Outros

Desmistificada a campanha do aquecimento global, o programa Fantástico, da Rede Globo, entra com novo quadro para seguir atemorizando a população, agora com ideias neomalthusianas.

Não constitui nenhum segredo o esforço magistral com que a Rede Globo tentou emplacar a tese do aquecimento global, em notória e estrita fidelidade aos projetos de governança mundial, a cumprir com leal disciplina o seu papel de doutrinadora de massas.

A começar pela divulgação do famoso vídeo de Al Gore, passando por inúmeros programas exibidos em vários horários para difundir a trágica ameaça aquecimentista, pela mobilização de ONG’s de idoneidade discutível, pela apresentação de inserções e vinhetas entre outros programas e culminando especialmente por quadros especiais inaugurados no horário nobre dominical – quem se lembra daqueles programas de gigantescos cubos de carbono? – não há a mais remota chance de esta emissora alegar inocência.

Muito pelo contrário, mesmo diante de respeitáveis opiniões divergentes e de todas as mais relevantes evidências, e ainda, mesmo diante da histórica invasão de hackers que trouxeram ao conhecimento do público vários e-mails da Unidade de Pesquisas Climáticas da Universidade de East Anglia, que faziam parte da comunicação entre influentes cientistas pró-aquecimento global, na qual mostravam claramente a manipulação de dados, a Rede Globo – sempre faço questão de frisar: a despeito de seus pomposamente anunciados “princípios editoriais” – em todas as oportunidades replicou com novas reportagens pretendentes a desmentir os ocorridos e desacreditar os cientistas que já a altura eram pejorativamente alcunhados pelos “aquecimentistas” como “negacionistas”.

Pois, chegado a termo o embuste, selado com chave de ouro pelas últimas declarações do Dr Ricardo Augusto Felício, professor de climatologia da USP, junto à imprensa, em ratificação a anteriores advertências do respeitável Dr. Luís Carlos Molion, nada mais resta da história a não ser identificarmos e gravarmos bem os protagonistas disto que se tornou um verdadeiro crime de estelionato em dimensões mundiais, no mínimo, para vacinarmo-nos contra novas investidas mal-intencionadas.

Ora, dignos leitores, mantenham-se vigilantes, pois novas empulhações já estão sendo anunciadas: refiro-me ao programa do Fantástico intitulado “Planeta Terra: Lotação Esgotada”, a vir ao ar no próximo domingo, dia 20 de maio de 2012, no qual a gigante da TV brasileira visa alimentar nos seus telespectadores o medo da superpopulação do planeta, a partir do requentamento das rechaçadas, rechaçadas e rechaçadas teorias malthusianas e darwinistas, segundo as quais a produção de alimentos não há de acompanhar o crescimento populacional, e que os recursos estão em estado de exaurimento.

Vale a pena reproduzir aqui a síntese, tal como redigida pelos seus responsáveis, seguida dos meus comentários:

Somos 7 bilhões de pessoas. Chegamos ao limite do nosso planeta? Afinal, quantas pessoas a Terra pode suportar? A partir do próximo domingo (20), você vai acompanhar uma investigação que rodou o mundo. Nossos repórteres viajaram pelos cinco países mais populosos da Terra. Eles foram até a África mostrar o continente que mais cresce no mundo e impacto do aumento populacional.

Meu comentário: Só sete bilhões? Por favor, acordem-me quando chegarmos aos setenta! Isto aí não dá nem para encher o estado de São Paulo, mesmo que cada um dos cidadãos morasse em uma mansão. Bom, mas tomando por certo que a África seja o continente de maior crescimento vegetativo, quem disse que ela é o melhor modelo de solução dos problemas da fome, das doenças e da preservação ambiental?

Como podemos alimentar, vestir, fornecer água, energia e moradia para tanta gente? Soluções tecnológicas para gerar energia e produzir mais comida. É possível tirar bilhões de pessoas da miséria sem condenar o ambiente? A luta contra as forças de um planeta maltratado. E os esforços para preservar espécies em extinção. Você vai ver a partir de domingo que vem em uma nova série no Fantástico, “Planeta Terra: Lotação Esgotada”.

A jornalista Sonia Bridi visita os países mais populosos do mundo – China, Índia, Indonésia, Estados Unidos, além do Brasil – e viaja pela África, o continente que mais cresce, para mostrar o que precisa mudar e também algumas soluções sustentáveis que já foram encontradas para preservar espécies em extinção e gerar energia ou mais comida, sem maltratar a natureza.

Meu comentário: que tal a sociedade livre capitalista, sem intervenções estatais? Uma dica: façam um passeio de foguete – ou acessem o Google Earth, que é bem mais barato – e constatem que os países industrializados possuem uma cobertura vegetal bem mais preservada do que os pertencentes ao bloco comunista ou recém-saídos dele, bem como os do primitivo terceiro mundo. A área coberta dos EUA hoje é maior do que no tempo da colonização. Nunca a produção de alimentos foi tão grande – e continua crescendo!

O primeiro episódio da série apresenta soluções encontradas pela China e pelos moradores de Ruanda para garantir o desenvolvimento sustentável das populações. A repórter mostra como os chineses fizeram para controlar o crescimento populacional do país com a política do filho único e, na África, conta a história de Ruanda. O país africano passou por um genocídio étnico em 1994 e conseguiu dar a volta por cima e recuperar a qualidade de vida de seus moradores após o massacre. Através da preservação dos gorilas da Montanha dos Gorilas e do turismo estrangeiro gerado pelo interesse nos animais, eles geram hoje recursos que garantem a sobrevivência da população local.

Proibir as famílias de gerarem um segundo filho e executar a laqueadura forçada das trompas nas mulheres é a solução? Pois saibam que a China enfrenta sim, hoje, um gravíssimo problema de ordem previdenciária, pois a política de filhos únicos provocou uma inversão da pirâmide etária que está para gerar grandes transtornos econômicos de repercussões mundiais. Quanto a Ruanda… abrir zôos é a solução? Aff…

Como se poderá ver, já no primeiro episódio o argumento se pauta pelo controle limitador da população, a legitimar as pesadas campanhas contraceptiva, abortista, eutanasista e gayzista que já estamos faceando em larga escala pelos meios de comunicação.

Jamais na história Thomas Malthus e Charles Darwin deram uma dentro, a não ser olhando para o passado ou tomando como modelo a tenebrosa vida dos animais irracionais na natureza. A liberdade dos seres humanos sempre estimulou a criatividade, com resultados cada vez mais fantásticos de produtividade na produção de alimentos, geração de energia, educação, comunicação, vestuário, transporte, medicina e todos os outros âmbitos da vida material.

A grotesca proposta sociológica – estudar a população para manipulá-la como um um terno jogo de lego – não passa de arrogante cientificismo que se jacta do alto de sua soberba ignorância e magnificentíssima insignificância a fim de pretender ocupar um lugar que jamais será seu por direito: o trono de Deus.

Aqueles que pregam as teorias malthusianas e darwinistas – que não são outros que não os coletivistas socialistas – somente têm em mente construir os seus mirabolantes planos para dominar a sociedade com o fito de viver nababescamente às custas do trabalho dos demais. Como diz o ditado popular: “enquanto houver cavalo, São Jorge não anda a pé”. Quem quer carregar estes tipos nas costas?

Fonte : http://www.midiasemmascara.org/mediawatch/outros/13063-neomalthusianismo-o-novo-bicho-papao-do-fantastico-.html

Fema no Fantastico apartir de 20/05

17/05/2012

Sônia Bridi apresenta ”Planeta Terra, Lotação Esgotada”

SÃO LUÍS – A população mundial chegou à marca de sete bilhões de pessoas. Será que estamos no limite do planeta? Como é possível alimentar, vestir, fornecer água, energia e moradia para tanta gente sem comprometer o futuro do meio ambiente? São essas questões que a nova série do Fantástico pretende discutir, a partir do próximo domingo (20). O especial “Planeta Terra, Lotação Esgotada”, que conta com cinco episódios, adianta a reflexão sobre os principais temas que serão discutidos, em junho, na Rio+20 – conferência da ONU que reúne líderes do mundo todo para debater meios de transformar a Terra em um lugar melhor para se viver.

A jornalista Sonia Bridi visita os países mais populosos do mundo – China, Índia, Indonésia, Estados Unidos, além do Brasil – e viaja pela África, o continente que mais cresce, para mostrar o que precisa mudar e, também, algumas soluções sustentáveis que já foram encontradas para preservar espécies em extinção e gerar energia ou mais comida, sem maltratar a natureza.

O primeiro episódio da série apresenta soluções encontradas pela China e pelos moradores de Ruanda para garantir o desenvolvimento sustentável das populações. A repórter mostra como os chineses fizeram para controlar o crescimento populacional do país com a política do filho único e, na África, conta a história de Ruanda. O país africano passou por um genocídio étnico em 1994 e conseguiu dar a volta por cima e recuperar a qualidade de vida de seus moradores após o massacre. Através da preservação dos gorilas da Montanha dos Gorilas e do turismo estrangeiro gerado pelo interesse nos animais, eles geram hoje recursos que garantem a sobrevivência da população local.

A série “Planeta Terra, Lotação Esgotada” estreia neste domingo, no Fantástico. O programa vai ao ar logo após o Domingão do Faustão.

Fonte : http://imirante.globo.com/namira/noticias/2012/05/15/pagina308425.shtml

Fonte : http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1680313-15605,00-PLANETA+TERRA+LOTACAO+ESGOTADA+DISCUTE+IMPACTO+DO+CRESCIMENTO+POPULACIONAL.html

Jabulani ???

15/07/2010

Muito se tem comentado atualmente sobre a Copa do Mundo na África do Sul, todo o seu encanto e a possibilidade de suas seleções favoritas (dos seus respectivos países) serem campeões sobre todos os demais times, numa festividade que envolve emoção, paixão e alegria durante muitos anos. Infelizmente, foi embora o tempo em que a ingenunidade era o real motivo do diverssão e o intento principal de uma realização, fosse de qualquer natureza. Não amigos, hoje em dia,
tem muita gente que – misericórdia, meus Deus,- só pensa apenas em como prejudicar os outros e declinar o mundo para pior. Verdade seja dita.

O NOME DA BOLA:
A versão da Adidas, criadora da bola:
“A bola possui 11 cores diferentes, cada uma representando os dialetos e etnias diferentes da África do Sul. O nome da bola signifca “Celebrar”, em isiZulu. Jabulani é uma palavra da língua Bantu isiZulu, um dos 11 idiomas oficiais da África do Sul. A bola da Copa 2010 tem apenas oito gomos em formato 3D”.

Bom, antes fosse isto mesmo, porém, infelizmente, uma pesquisa mais detalhada, nos revela um pouco mais, sobre o este nome inusitado para um bola, um símbolo que vem representar a união e a possiblidade, ainda que recreativa e esportiva de todos os povos.

Jabulani, do original Jabulon:
Esse nome da bola não é por acaso. Ele se refere a designação de um deus pagão, arquitetado pela maçonaria. Obviamente, as organizações responsáveis realização da Copa do Mundo, começando pela Adidas, criadora do artefato, não deixaria de maneira tão evidente que real representação e significado do nome da bola.
Assim explica a Maçonaria, o que significa o nome Jabuloni:

“A Maçonaria reconhece que há diferenças na descrição do deus de cada religião, por isto há grande confusão de conceitos para se definir quem é o deus da Maçonaria, alegando que o problema está mais na falta de espiritualidade do homem que no nome de Deus em si. No grau do Real Arco do Rito de York, o maçom passa a afirmar que o verdadeiro nome de Deus é Jabulon. Cada sílaba da palavra Jabulon representa um deus, … é uma associação de Javeh, Baal ou Bel e Om (Osíris, o deus-sol do Egito).
“11 cores e 11 idiomas”. Não pense que também é à toa que a bola do mundo tem estas peculiaridades. Isto simplesmente remete à uma grande simbologia ocultista: 11 é o número iluminista (Illluminati)
“Os Illuminati sempre deixam alguma assinatura ocultista quando realizam um evento que tenha o objetivo de levar o mundo ao reinado do Anticristo, a Nova Ordem Mundial. Já que esse reinado é declarado astrologicamente como a Era de Aquário, o número 11 é sagrado para ele”, explica o site Espada do Espírito.

Consegues compreender melhor agora?

Eles criaram uma bola com um nome e significados aparentemente ingênuos e universais, mas, que no entanto, a universalidade desta, resume-se no maldito nome e números que englobam ocultismo e as iniciais de nomes de deuses pagãos, ou por que não dizer demônios?

Alguns poderão se perguntar: Qual o verdadeiro intento. O que querem com tudo isto?

Bem, organizações governamentais e outras em âmbito internacional, estão unidas sigilosamente e tem trabalhado a fim de promover uma denominada Nova Ordem Mundial, isto, acreditem ou não, preparando a todos os povos para o novo governo Mundial e a ascensão do Anticristo. [Quem viver verá…]

[…]

Fonte: Blog Amando de Deus

http://fimdostempos.net/jabulani.html

Mais uma criança vítima da 2a dose da vacina H1N1…

18/05/2010

Mais uma morte ocorrida após a vacinação que provavelmente passará em branco como todas as outras.

A criança de 1 ano e 10 meses, Francisco Jailson, do município de Raposa, no Maranhão, após tomar a segunda dose da vacina H1N1, passou a ter febre alta, vômitos e falta de apetite. Ele chegou a ser internado na maternidade local e também no Hospital da Criança, em São Luis, e morreu na tarde de domingo. No IML deram como motivo da morte “causa desconhecida”.

Pode-se ver estampado no rosto da coordenadora de vacinação, Jaqueline Rios, o nervosismo ao tentar defender a segurança da vacina. Ela diz ter ido ao município “colher dados para o caso”. Eu diria que ela foi ao município para abafar o caso e se certificar de que nenhum médico ou legista iria dar como causa da morte a vacina H1N1.

Ela ainda tenta dizer que até agora nunca foi comprovado o óbito pela vacina. Mas claro, com toda esta máquina governamental para se certificar que os efeitos adversos resultantes em mortes , abortos e sequelas graves nunca terão ligação com a vacina. sempre poderão alegar que nunca existiu nenhum caso que prove que a vacina causou a morte. Nós já reportamos aqui que este não é o caso, que nos EUA, 66 mortes haviam sido reportadas até algumas semanas atrás.

O mais incrível foi que não consegui achar NENHUMA informação em nenhum jornal no Brasil. Se alguém encontrar, por favor, deixe um comentário.

A mãe diz não ter dúvidas que a morte do filho foi causada pela vacina, que foi só ele tomar a vacina que ele adoeceu.

Veja a reportagem do SBT no vídeo abaixo:

Fonte: anovaordemmundial.com
Fonte: sbt Maranhão
Fonte: http://www.anovaordemmundial.com/2010/04/ms-nenhum-efeito-adverso-veja-verdade.html

Bill Gates disse: “…se fizermos um trabalho realmente bom com as novas vacinas…”

11/05/2010

Fonte: http://www.olibertario.org/2010/03/reducao-populacao-vacinacao-bill-gates.html

Eugenia…

Fonte: Verdade oculta

Guerras Climáticas. Isso seria possível ?…1/5

08/03/2010

Fonte: profetaweb.com

Ciência não sabe explicar clarões que acompanham grandes sismos…

08/03/2010

04/03/2010

RIO – Seis dias após o terremoto, uma cena fartamente documentada permanece sem explicação: os clarões que teriam surgido logo após os tremores. O mistério, na verdade, é antigo. O fenômeno, semelhante a uma tempestade elétrica, é figurinha carimbada em sismos de grande magnitude. Ainda assim, muitos cientistas descartam sua relação com o choque de placas tectônicas.

” Existem várias teorias, todas contestáveis “

– Existem várias teorias, todas contestáveis – ressalta Marcelo Assunção, professor de geofísica do Laboratório de Sismologia da USP. – Uma das explicações é que o movimento das placas tectônicas induz os minerais à formação de uma corrente elétrica, que, associada às condições atmosféricas locais, pode provocar raios. A explicação é semelhante a uma das teorias aventadas pelo site do US Geological Survey, órgão do governo americano que monitora terremotos: os clarões teriam gases formados pelo calor liberado por placas tectônicas. Outra possibilidade é que o gás radônio, produzido durante o sismo, se ioniza no ar, formando as tempestades elétricas.

” A água pode acelerar um sistema de tempestades que existia naquela região. Daí os clarões “

– No caso de um terremoto com epicentro no oceano, como ocorreu no Chile, a movimentação da água pode acelerar um sistema de tempestades que existia naquela região. Daí os clarões – cogita Osmar Pinto Junior, coordenador do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Para Osmar, se os raios forem realmente gerados pelo choque de placas, o monitoramento de terremotos pode ganhar um reforço no futuro. O desenvolvimento de um sensor que detectasse radiação flagraria as regiões onde a possibilidade de sismos fosse maior. – Mas a utilidade desse equipamento seria muito complexa – pondera. – Já é possível fazer algo semelhante com os vulcões, mas todos sabem onde eles ficam. A região de atrito das placas tectônicas é obviamente muito mais escondida. Ainda que os clarões sejam recorrentes nos terremotos de grande magnitude, muitos cientistas consideram que a relação entre esses fenômenos seja apenas uma coincidência. Sismólogo da Universidade de Brasília, João Willy Rosa acha que não valer a pena discutir teorias: – Já ouvi relatos sobre raios, mas não existe qualquer explicação científica.

Fonte: O Globo

———————————————————-

Perturbações elétricas ‘podem prever terremotos’, dizem cientistas
05 de junho, 2008

Cientistas da Nasa afirmaram que descobriram uma ligação entre perturbações elétricas nos limites da atmosfera terrestre, a ionosfera, e a ocorrência de terremotos – o que poderia levar ao aperfeiçoamento de um novo sistema de alarme contra terremotos.

O terremoto do dia 12 de maio na China matou dezenas de milhares de pessoas
Um destes sinais foi detectado dias antes do terremoto da China, em maio, que deixou 69 mil mortos e outros 18 mil desaparecidos.

A ionosfera se diferencia de outras camadas da atmosfera da Terra, pois, devido à exposição à radiação solar, é carregada eletricamente.

Em um número significativo de ocasiões os satélites captaram perturbações nesta camada, entre 100 e 600 quilômetros acima de áreas onde vieram a ocorrer terremotos depois.

“Acredito que seremos capazes de estabelecer uma correlação clara entre terremotos e certos sinais antes de sua ocorrência, de uma forma equilibrada”, afirmou Minoru Freund, físico e diretor de materiais aeroespaciais avançados no Centro de Pesquisa Ames da Nasa, na Califórnia.

“Temos boas informações científicas, estou otimista e cauteloso, e estamos projetando uma série de experiências para verificar nossas informações”, acrescentou.

Outros terremotos

Um estudo analisou mais de 100 terremotos com magnitudes de 5 graus ou mais em Taiwan, durante várias décadas.

Os pesquisadores descobriram que quase todos os terremotos que ocorriam a uma profundidade de cerca de 35 quilômetros eram precedidos de uma perturbação elétrica diferente na ionosfera.

A análise foi feita por Jann-Yeng Liu, do Centro de Pesquisas Espaciais em Chung-Li, Taiwan.

Os detalhes completos ainda não foram divulgados mas a BBC compreende que os cientistas também observaram um sinal “enorme” na ionosfera antes do terremoto de magnitude 7,8, que atingiu a China no dia 12 de maio.

Teoria

Minoru Freund e seu pai, Friedemann Freund (que também trabalha no Centro de Pesquisa Ames da Nasa) desenvolveram uma teoria para estes precursores de terremotos.

A idéia é de que quando as rochas são comprimidas, como ocorre quando placas tectônicas se movem, elas agem como baterias, produzindo correntes elétricas.

Sistema de alerta com satélites poderia captar os ‘sinais’ de um terremoto
Segundo esta teoria, esta carga elétrica, formada por um tipo específico de elétrons, capaz de percorrer grandes distâncias em experiências em laboratórios.

Quando esta carga viaja para a superfície da Terra, a superfície fica carregada com cargas elétricas positivas, que são fortes o bastante para afetar a ionosfera, causando as alterações que podem ser captadas por satélites.

A equipe da Nasa está trabalhando com uma equipe britânica para investigar a possibilidade de criação de um sistema de alerta de terremotos com o uso de satélites.

Stuart Eves, diretor de desenvolvimento de negócios da Surrey Satellite Technology Limited, a companhia que participa da iniciativa, afirmou que o que não se sabe “é a magnitude do efeito e o quanto dura antes do terremoto”.

Mais pesquisas

O geofísico Mike Blanpied, do Estado de Virgínia, Estados Unidos, afirmou que as experiências com as rochas foram feitas em laboratórios.

Mas, nas profundidades da crosta terrestre as condições são outras, principalmente de pressão e temperatura.

Minoru Freund concorda que é necessário mais trabalho para melhorar a pesquisa. Mas já afirmou que está trabalhando em uma proposta para um sistema de alerta baseado no uso de, pelo menos, três satélites.

fonte: BBC

fimdostempos.net

GRUPO BILDERBERG – CONSPIRAÇÃO ILLUMINATI 1/14

01/03/2010

Fonte : http://senzalamundi.com/wp/archives/tag/bilderberg

HAARP – TERREMOTO NO CHILE: IMAGENS DAS LUZES DO CÉU …

01/03/2010

A repórter chilena Cecilia Lagos disse em entrevista à CNN que viu luzes no céu durante o terremoto. Essas luzes são sinais já identificados em outros locais, antes de um terremoto, onde se suspeita da utilização do HAARP, arma suspostamente capaz de produzir terremotos. HAARP é uma fantasia de teóricos da conspiração (como a propaganda oficial quer fazer parecer) ou uma tecnologia criada pelos “práticos da conspiração”? Descubra clicando nos links que oferecemos nessa postagem. Abaixo, a tradução de seu depoimento.

Cecilia Lagos – “Além disso, Eu vi através de minha janela, enquanto eu ainda estava na cama, o céu mudando de cor, foi absolutamente surreal. Eu realmente achei que fosse o fim do mundo… Eu não sei, espero que você me entenda porque não estou exagerando de forma alguma o que vi pela janela. O que foi mais aterrador ao ver o céu mudando de cor com aquele tremor de terra, forte, terrível e surpreendente… a terra abriu e construções foram abaixo… tal como no filme 2012…”

Uma das suspeitas de um dos motivos do terremoto no Haiti trata da intenção de romper cabos de fibra ótica que interligam bancos e outros sistemas de tráfego de dados/comunicações das Américas do Norte e Central, com os na América do Sul. Há bastante fundamento nisso, considerando que o terremoto ocorrido há poucas horas no Chile produziu o mesmo efeito, conforme notícia abaixo:

CLIENTES DO VIRTUA E SPEEDY TIVERAM DIFICULDADES DE ACESSO

Desde a madrugada deste sábado (27) vários internautas apresentam problema no acesso à web no Brasil. Clientes do serviço Virtua, da NET, não conseguem usar a internet ou conectam em baixa velocidade. A assessoria de imprensa da empresa não foi encontrada para comentar o caso.

A reportagem entrou em contato com o serviço de atendimento ao cliente e recebeu a informação que toda a rede do Virtua apresenta problemas em todo o país devido ao terremoto que atingiu o Chile nesta madrugada.

Uma atendente explicou que o serviço foi interrompido devido a problemas em uma empresa internacional responsável pelos cabos marítimos que fornecem suporte à NET. Segundo ela, serviços para restabelecer o sinal de internet começaram por volta das 9h50 e a previsão é que tudo se normalize até as 14h.

A Telefônica não foi encontrada para falar sobre a situação do Speedy.

Fonte : http://senzalamundi.com/wp/archives/tag/chile